"Fragments of the Human Soul it´s a symbolic manifestation of the inner treasures of the human being. Is dedicated to every authentic seeker of the total potential of humans. May this sharing be a portal to your own inner self".

From my soul to yours, Ricardo Amaral

"Here in this place leave all the masks of your personality behind...and with every breath you take what remains will surface as the One reality that unites us all".

Blessings to you, Silver Eyes

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Trilhos da Intuição


Dias e noites colapsam num frame
revelando a natureza ilusória do tempo
que desvanece com cada vez maior velocidade.
E por instantes os corredores do que é passado,
futuro e paralelo se torna acessível ao mero desejo ou intenção.

Os trilhos, outrora percorridos ao sabor da intuição,
numa tentativa de encontrar algo ou alguém que reflectisse
um mínimo de semelhança de um cosmos interior,
que a certa altura me pareceu apenas uma miragem, um lugar esquecido,
agora se tornam cristalinos no seu propósito.
E nisto vejo que em certas ocasiões da vida
se ganha mais com o acto de suspender toda a crença
e deixar que a intuição nos encaminhe
pelo trilho que melhor serve o crescimento da alma...

Incontáveis são os rostos das personagens que passam pelo palco da vida,
alguns com maior relevância, outros com uma passagem fugaz
e ainda outros que aguardam na fila do tempo
por uma participação previamente acordada.

Apesar do vasto número, apenas um tipo de personagens
foi capaz de me paralisar de admiração e fascínio,
por transmitirem uma ligação com origem em tempos imemoráveis,
criada de modo meticuloso para depois ser projectada
por toda e qualquer versão dos universos da experiência.

São estes rostos que, com maior ou menor estranheza física,
fazem os trilhos percorridos convergirem
para um único lugar a que chamamos Casa,
a um estado de paz interior e a uma forma de ser
que não mais se condiciona ao tempo e circunstâncias
do continuo espaço onde tudo é criado.


Ricardo Amaral

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Crossroads


I walk over the line of crossed worlds
Knowing if I stay in the old side of the line
I will be another machine, a human-robot
with a shielded heart that blind the vision
to any spark of Divinity around...

Crossroads is where I stand now,
somewhere in between veils that make duality possible
and the feelings and energies of this wondrous place
hidden behind the world´s particles.

Crossroads is definitely a strange place to be
where any attempt to share it with the dear people
result in a misunderstanding or a response of silence
that hurts and leave you no alternative
than make the cross alone.
All this time apart made me realize
I´ve been shurching for whales on land...

The choice to move on
into the new side of the line is done,
but between now and the events that will make this possible
I experience a place where even the poet become speechless.
There´s no string of words capable of expressing
the nature of this inner chamber...



Ricardo Amaral